terça-feira, 19 de agosto de 2014

Rivelino Teixeira: do rádio para a TV, de Jundiaí para o mundo

Rivelino Teixeira: do rádio para a TV, de Jundiaí para o mundo

Uma trajetória de lutas e conquistas que acaba incentivando aqueles que querem um dia ter uma carreira de sucesso dentro do jornalismo esportivo

João Pachelli

Rivelino Teixeira no Sportv
Um jornalista que valoriza muito a família e que também revela o amor ao esporte, principalmente o futebol. Esse é Rivelino Teixeira, jundiaiense, e com seus 46 anos esbanja arrojo e conhecimento quando está em uma transmissão comentando algum jogo.
Um amante do rádio e fã dos grandes mestres Fiori Gigliotti, Osmar Santos e Hélio Luiz de Jundiaí. Rivelino conta que sua paixão pela profissão vem desde muito cedo quando ainda ouvia transmissões no antigo rádio que seu pai tinha. 

Quando questionado sobre sua paixão pelo futebol, ele menciona saudosamente o pai. "O meu saudoso pai, José Teixeira sempre gostou do futebol, do esporte, um fanático corintiano e desejava que um dia eu virasse jogador de futebol. Até tentei mas por conta de uma série contusão no joelho tive que parar de jogar aos 17 anos e assim segui no futebol, mas no jornalismo esportivo", contou Rivelino.



Durante transmissão, com o amigo Jorge Vinícius
Formado pela Faculdade Campo Limpo Paulista, seus primeiros passos na profissão foram em Jundiaí, na antiga rádio Santos Dumont AM, onde hoje é a rádio Cidade. Após isso foi para a rádio Difusora AM, onde permaneceu por 9 anos. Teve passagens pelas rádios: Planalto de Vinhedo, na rádio comunitária Vox Populi e na rádio Cidade. Depois do rádio surgiu a oportunidade de trabalhar na TV, foi quando o ex-secretário de Educação de Jundiaí, professor Osvaldo Fernandes o convidou para atuar na TVE Jundiaí e lá permaneceu por 16 anos.


O lado pessoal

Com um jeito irreverente, Rivelino modificou a velha forma de comentar nas transmissões radiofônicas e televisivas. 
O comentarista esportivo revela que em seu início de carreira teve diversos incentivadores, como por exemplo, Hélio Luiz, Antônio Edson (hoje narrador na Transamérica), Jota Júnior (narrador do Sportv), Antônio Gallo Neto (cinegrafista). Outros como, Alfredo Taunay (chefe de operações da Sportv). Porém, os principais, segundo Rivelino, são: o pai, a mãe e a esposa Adriana que ele cita ser a grande incentivadora e apoiadora dele na carreira.

Uma trajetória de mais de 20 anos de carreira sempre tem histórias boas para contar mas Rivelino nos revelou o que marcou a carreira dele. "São tantas histórias nestes 27 anos de jornalismo que é difícil destacar uma ou outra, mas tenho muito orgulho de ter feito rádio, de ter atuado em Jundiaí e de acompanhar de uma maneira completa no meu trabalho o Paulista nas competições, aprendi muito", comentou.


 

 
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso blog.

ANUNCIE CONOSCO

OPTANDO POR PUBLICAR SEU ANÚNCIO COM A GENTE VOCÊ ANUNCIA 3 vezes por dia:

POR APENAS R$ 60,00 POR MÊS SEU PRODUTO OU SERVIÇO SERÁ VEICULADO NO BLOG, NO FACEBOOK, INSTAGRAN E TWITTER.


ANUNCIE SUA MARCA, SERVIÇO OU PRODUTO AQUI NO BLOG E CONQUISTE MAIS CLIENTES.

PACOTE: SUA MARCA SERÁ PUBLICADA EM NOSSO BLOG E REDES SOCIAIS O ANO TODO POR APENAS 3 PARCELAS DE 30,00

OU ENTRE EM CONTATO E FAÇA UM ORÇAMENTO, FALE CONOSCO ATRAVÉS DO E-MAIL rtpcomunicacao@gmail.com / Celular: 11 98476-9422 (WhatsApp)

ANUNCIE TAMBÉM EM NOSSA PÁGINA DE NOTÍCIAS NO FACEBOOK: